BLOG

Dicas, novidades e tudo o que você precisa saber sobre
Atividades Complementares.​

Prof.ª Dr.ª Fernanda Ramirez

Os cursos universitários não vivem apenas de conteúdos fixos (disciplinas que constam na grade curricular), mas também de conteúdos flexíveis. Estes, como as Atividades Complementares, exigem ações proativas por parte do aluno.

Não tem jeito, temos que correr atrás. E se você já está fazendo seu curso superior é sinal de que está se mexendo e correndo em direção aos seus sonhos.

Este post é sobre isso. É sobre como a faculdade pode ajudar você profissionalmente e, mais, como as Atividades Complementares podem enriquecer sua formação e seu currículo. O importante aqui é alinhar os nossos objetivos com aquilo que a instituição oferece.

 

Afinal, o que eu quero com a graduação?

Quando nos matriculamos na faculdade, temos em mente alguns objetivos de vida. Dentre os pensamentos que nos levam até a mesa do vestibular, estão:

  • Subir um degrau. Sim, queremos deixar o Ensino Médio para trás e, em alguns casos, trocar de profissão. Da mesma forma que existem aqueles que preferem partir para o curso técnico, tem os que escolhem cursar a graduação.Se você reparar bem,todos nós queremos subir os nossos próprios lances de escada, uma baita escalada que, certamente,começou lá no Ensino Fundamental.

 

  • Ter uma formação acadêmica. Obter um grau de ensino é ter seu passaporte carimbado para o mercado de trabalho. Você já deve ter percebido que a formação acadêmica, em nível superior, é um item bastante requisitado pelas empresas e também um componente essencial para o seu currículo. E aqui vale o esclarecimento: para o MEC, a formação superior compreende os cursos de graduação (licenciatura, bacharelado e tecnológico) e os cursos de pós-graduação (especialização, mestrado e doutorado).

 

  • Ser um profissional reconhecido. Ter uma profissão é uma coisa, conquistar uma profissão é outra coisa. São pensamentos que se diferenciam com o perfil profissional de cada um. Eu quero ser mais um ou eu quero ser um profissional reconhecido?É nesse sentido, do quanto nos esforçamos para nos destacarmos, que planejar as nossas atividades acadêmicas e profissionais deixa de ser um detalhe para se tornar uma exigência. Tá, nem todo mundo tem a oportunidade de estudar no melhor curso da melhor instituição de ensino do país, mas todos nós podemos, e devemos, criar estratégias para nos tornarmos profissionais reconhecidos pelo mercado de trabalho.

 

A faculdade vai me destacar profissionalmente?

Não tem jeito, só a faculdade, por melhor que seja, não vai garantir seu sucesso profissional. A gente tem que se dedicar para chegar lá. E tem que fazer bem feito. Se você quiser se destacar enquanto profissional, você vai ter que estudar, vai ter que correr atrás. Uma ótima ideia é você ampliar seus conhecimentos com conteúdos que não planejados na base curricular do seu curso. E, mais do que fazer atividades extras, fazer atividades que tenham a ver com você e com o que você pretende fazer.

Questione-se, olhe ao seu redor e tente responder para si mesmo:

  • Eu estou feliz fazendo esse curso? É um curso que me satisfaz? É o que eu pensava?
  • Eu me identifico com as matérias do meu curso?
  • Eu me dou bem nas matérias que são fundamentais para a minha profissão?
  • Qual ênfase eu quero dar para a minha carreira?
  • Eu me destaco em relação aos meus colegas? Qual é meu diferencial?
  • E meus colegas, como eles se destacam?
  • Os meus professores me reconhecem por quais aspectos? E meus colegas?
  • O que eu poderia fazer para complementar a minha graduação?

Observe. Nós não escolhemos um curso superior sem termos certa afinidade com o conteúdo desse curso, mesmo que mínima. Se você analisar bem as perguntas acima, você vai perceber que algumas são pessoais, ou seja, dizem exclusivamente de você e daquilo que você planeja para o seu futuro, já outras questionam suas atitudes, como você se mostra ao outro, como eles reconhecem você.

Mas e a faculdade em si? Ela pode ajudar os alunos a se destacarem profissionalmente, considerando as particularidades de cada um?

A faculdade tem toda a estrutura necessária para que os estudantes se qualifiquem para o mercado de trabalho. E além das atribuições básicas, as faculdades e universidades possuem departamentos que promovem atividades que ampliam as potencialidades dos alunos. Isso não quer dizer que é suficiente você apenas tirar notas para passar.

A boa notícia, para quem pensa em terminar a graduação com algo a mais, são as Atividades Complementares. É através delas que você pode buscar seu diferencial e se destacar no mercado de trabalho. Isso porque as Atividades Complementares impulsionam a aquisição de conhecimentos extracurriculares.

 

Como as Atividades Complementares podem me ajudar?

O principal objetivo das Atividades Complementares é ampliar a formação do aluno para que ele adquira experiências e conhecimentos diversos.

Normalmente, existem três grandes áreas em que um aluno pode realizar suas Atividades Complementares: Ensino, Pesquisa e Extensão. Cada faculdade determina suas próprias regras e áreas, por isso é muito importante você verificar o programa da sua instituição, esclarecer suas dúvidas nos departamentos indicados e, ainda, conferir como o seu curso compreende a formação complementar.

O pulo do gato é a possibilidade de você buscar Atividades Complementares fora da sua instituição de ensino. É como se você fosse um pouco o dono de parte da sua graduação. Então, por que não aproveitar melhor?
Acompanhe os tópicos abaixo e confira como essas atividades podem ajudar você profissionalmente:

  • Você pode escolher atividades que não estão no currículo base do seu curso. Aqui realmente temos um ponto interessante. Ora, seu curso tem uma quantidade de horas total e um currículo básico dividido nas disciplinas que você irá cursar. São essas disciplinas que vão dizer ao MEC, e ao mercado de trabalho, que você está apto para a profissão que escolheu. No entanto, nenhum currículo institucional consegue dar conta de todo o conteúdo que cada profissão exige do seu profissional. Então, que tal você aproveitar a oportunidade e escolher cursos livres com conteúdos que você julga importantes, mas que sua faculdade não contempla?

 

  • Você pode escolher atividades que suprem alguma dificuldade sua. Pense nisso: nem só das matérias técnicas se faz uma profissão. Que tal aprender a se expressar melhor? Você tem poucas ideias? Que tal você fazer atividades que desbloqueiam a criatividade? Se você procurar bem aí pra dentro, você vai descobrir que tem muita coisa que você gostaria melhorar e que você gostaria de fazer para si mesmo. E muitas delas poderiam ser bastante úteis no exercício da sua profissão.

 

  • Você pode escolher atividades que aproximem você da sua profissão. Às vezes a gente vai cursando a graduação com dúvidas. Escolhi o curso certo? Já pensou se você pudesse fazer uns testes? Ir de encontro com sua profissão muito antes de terminar sua graduação? Taí uma oportunidade e uma opção para aproveitar suas atividades complementares. Converse com o professor responsável, verifique se você pode fazer visitas técnicas, por exemplo. Ou se, além do seu estágio obrigatório, você pode fazer algum outro. Opções não faltam.

 

  • Você pode escolher atividades que te coloquem em contato com os melhores profissionais da sua área. O professor é o principal critériode escolha dos cursos que são divulgados aqui da UniComplementar. Isso tem uma razão. A gente sempre quer estar entre os melhores, e aprender com eles. Ainda mais: network é super importante, principalmente hoje em dia. Então vamos pensar juntos, com nossos botões digitais: se você precisa cumprir horas complementares, por que não investir em atividades e cursos que colocam você ao lado dos profissionais mais competentes e qualificados?

 

  • Você pode suprir alguma deficiência do seu curso. Por diversos motivos, nem sempre a gente consegue estudar na melhor instituição de ensino do mundo. Mas a gente pode usar as Atividades Complementares de forma inteligente para se aproximar do que há de melhor. Geralmente as universidades públicas têm suas portas abertas. Sério! Mesmo você cursando sua graduação em outra instituição, você consegue entrar em contato com professores da sua área de interesse e participar de grupos de estudos, por exemplo. Outra opção é você fazer cursos livres com professores reconhecidos. Nesse caso a internet poderá ser utilizada como ferramenta estratégica.

Se você está lendo este post, você já tem meio caminho andado. Nós, da UniComplementar, já vasculhamos a internet pra você. Estamos sempre atentos, procurando os melhores cursos com os melhores professores.

Fique ligado em nosso blog para outras dicas como essa.

Um abraço, e até mais!

oRGANIZE SUas Atividades Complementares
de uma vez por todas!

Planner das Atividades Complementares

“A primeira ferramenta criada exclusivamente para organizar e planejar seus estudos complementares.”

Preparamos muito mais que um simples planner.
É uma solução completa para você.

Planner das Atividades Complementares

Material extra incluído para você:

  • 1 Exclusiva Roda das Atividades Complementares.
  • 3 modelos de fichas para fazer resenhas das suas atividades.
  • 1 formulário para relatório semestral.
  • 1 formulário para relatório final.
  • 1 videoaula para te ensinar a usar todas as ferramentas.